Abdominoplastia

Blog

6 de maio de 2016

Abdominoplastia |, , , , , , , ,

A cirurgia do abdômen, a chamada abdominoplastia, consiste em um procedimento extremamente gratificante, sendo indicada para os casos onde exista um excesso de pele acompanhado de flacidez da musculatura da região abdominal, o que geralmente ocorre após as gestações ou emagrecimento acentuado. Com a gestação, o crescimento do útero leva ao afastamento das fibras do músculo reto abdominal, a chamada “diástase” tornando o abdômen protuso e abaulado, por mais que a paciente recupere o seu peso após o parto. Somado a este afastamento muscular, o estiramento da pele do abdômen na gestação leva ao seu acúmulo no pós-parto, tornando muito difícil a recuperação natural do contorno corporal.
Utilizando-se a técnica de ressecção em bloco idealizada pelo Professor Ronaldo Pontes, as incisões são meticulosamente calculadas de modo a produzir cicatrizes simétricas e ocultáveis pelas roupas de banho. Adicionalmente, o tratamento da musculatura abdominal permite a correção da flacidez muscular, delineando a cintura e produzindo um abdômen muito mais jovial e harmonioso.

É muito comum, após o período gestacional, a ocorrência simultânea de flacidez abdominal com o esvaziamento e ptose (queda) das mamas. Torna-se então indicada a realização simultânea de ambas as cirurgias, ou seja, da abdominoplastia com a cirurgia das mamas – O que nos EUA recebeu a simpática denominação de “Ronaldo Pontes”, ou seja “A transformação da Mamãe”. Esta cirurgia combinada permite abordar concomitantemente as regiões que foram afetadas com a gestação e a amamentação, aproveitando um só procedimento cirúrgico, o que significa um menor período de recuperação se compararmos com as duas cirurgias feitas separadamente.

Atenção especial deve ser dada à cicatriz umbilical, uma vez que esta é a região mais aparente com o uso de roupas de praia, tornando-se foco frequente de queixas em casos mal conduzidos. A técnica de onfaloplastia (reconstrução da cicatriz umbilical) utilizada pelos Cirurgiões Plásticos é calculada para que a cicatriz fique por dentro do umbigo, minimizando o aspecto cicatricial e permitindo resultados muito naturais.  Em casos específicos, a cirurgia do abdômen pode ser complementado com a lipoaspiração para a obtenção de um melhor resultado, e naqueles casos em que exista uma hérnia umbilical, esta pode ser tratada também durante o mesmo procedimento.

A cirurgia do abdômen é realizada com anestesia geral, o que conduz a um maior conforto e segurança para o paciente e para o cirurgião. A cirurgia leva em torno de 3 horas e a retirada dos pontos é feita entre o sétimo e o décimo dia de pós-operatório.

MINI ABDÔMEN:

Existem muitos casos, quando existe apenas um pequeno excesso de pele, onde a cirurgia de mini abdome pode ser indicada. O mini abdômen não significa uma abordagem melhor ou mais moderna, mas trata-se de um procedimento menor, indicado para aqueles pacientes em que o excesso de pele é pequeno. Portanto, não devemos comparar o abdômen e o mini abdômen como se uma técnica fosse melhor ou mais moderna que a outra, mas sim compreender qual delas consitiui a melhor indicação para o paciente em questão. Realizar um mini abdIomen em um paciente que possui indicação formal de cirurgia do abdômen convencional vai levar a um resultado insatisfatório, uma vez que o excesso de pele não será adequadamente removido. Do mesmo modo, é desnecessário indicar uma cirurgia do abdômen completo em uma paciente que apresente apenas um pequeno excesso de pele na porção mais baixa do abdômen, o que poderia ser bem corrigido com um min abdômen, sem a necessidade de ampliar a cicatriz. Em qualquer caso, a avaliação do cirurgião é fundamental para indicar a abordagem mais adequada paro o seu caso.

 

Diastase muscular abdominal

 

Fonte:lucianoloss

Comentários

Nenhum comentário realizado.

Dúvidas de Lipo © Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por MelhorWeb Tecnologia

Tire suas dúvidas sobre lipoaspiração!