GLUTEOPLASTIA

Blog

14 de junho de 2016

GLUTEOPLASTIA |, , , ,

GLUTEOPLASTIA

A Gluteoplastia melhora a flacidez e a projeção das nádegas, criando um bumbum natural, mais arredondado e atraente.

Essa cirurgia pode ser apropriada se você, apesar dos exercícios físicos, não consegue melhorar a forma e a projeção das suas nádegas. Também nos casos de perda significativa de peso, em que você deseja reduzir a flacidez da pele em excesso.

A prótese é colocada por uma pequena incisão no sulco interglúteo (entre as nádegas).

A cirurgia é realizada em ambiente hospitalar, sob anestesia geral, com alta no dia seguinte.

A recuperação é relativamente rápida. Você poderá realizar atividades leves dentro de 1-2 dias e o retorno às suas atividades habituais poderá levar de 2-3 semanas. É recomendado o uso de malha de compressão e drenagem linfática pós-operatória para ajudar a modelar o seu bumbum e para reduzir a retenção de líquidos.

Os resultados podem ser de longo prazo, mas as alterações de peso e o envelhecimento natural podem alterar a sua aparência.

Cirurgia Plástica de Glúteo – Plástica de Bumbum

Sem dúvidas, uma das áreas anatômicas mais valorizadas é a região glútea. É fato que os brasileiros tem fama de terem bonitos e volumosos contornos corporais, principalmente as mulheres. Os gluteos, quando bem modelados, conferem harmonia e graça, significam beleza e saúde, além de terem importante papel no visual corpóreo. No Brasil, o padrão dos glúteos é muito mais elevado do que em qualquer outra parte do mundo, sendo considerados um dos símbolos sexuais mais venerados por homens e mulheres e podem influenciar drasticamente na autoestima e na autoconfiança de uma pessoa. Quando a genética não foi muito favorável ou quando outros agentes (perda de peso, tempo e gravidade) prejudicaram esta importante região do corpo, a cirurgia plastica moderna propõe o tratamento com a Gluteoplastia de Aumento, a solução para ter um bumbum atraente.

O que é a Gluteoplastia?

Uma cirurgia plástica relativamente nova e que está em alta, tendo muita procura. A gluteoplastia de aumento é uma das mais modernas cirurgias plásticas, a qual permite corrigir assimetrias, aumentar o tamanho e volume, corrigir a flacidez e melhorar a forma, os contornos e a projeção dos glúteos. Pode ser realizada de duas maneiras: pelo implante de silicone ou pela enxertia de gordura retirada do próprio paciente, tratada e inserida. Atualmente, a gluteoplastia com implantes de silicone tem sido a preferência pela sua superioridade dos resultados e melhor previsão dos mesmos, uma vez que a gordura muitas vezes é absorvida mais do que se desejaria, podendo frustrar o resultado desejado pelo paciente. Assim, o enxerto de gordura na gluteoplastia fica reservado para os casos em que se necessita de muito pouco volume nos glúteos, promovendo somente um realce de suas formas. A efetividade da gluteoplastia de aumento – cirurgia plástica de glúteos – se deve principalmente à possibilidade de se restaurar, quase que imediatamente, o volume e a forma da região glútea que estavam prejudicados, resultando num bumbum bonito e atraente.

Para quem está indicada a Gluteoplastia (Cirurgia Plástica de Glúteos)?

A gluteoplastia é indicada para pacientes maiores de 16 anos, pois geralmente nesta idade a estrutura corporal já está quase toda formada. Os pacientes com uma genética desfavorável, com atrofia dos glúteos, que tenham glúteos pequenos e disformes, que tiveram uma perda de peso importante, com muita flacidez ou que simplesmente sofreram os efeitos do tempo e da gravidade, são ótimos candidatos à gluteoplastia – prótese silicone nos glúteos. Os que desejam apenas realçar e melhorar a aparência do bumbum podem também se beneficiar desta cirurgia. Em casos onde o enxerto de gordura não deve conseguir um resultado satisfatório ou previsível, a colocação de implantes de silicone gel nos glúteos consegue atingir um resultado duradouro e atraente, com mínimas cicatrizes visíveis.

Implantes Glúteos (Protese de Silicone para o Glúteo)
Os diversos tipos de Implantes Glúteos existentes foram desenvolvidos com a finalidade de aumento do volume, correção ou reconstrução dos glúteos. Eles são constituídos por uma fina membrana de elastômero de silicone, material similar a uma borracha, e preenchidas por excluviso gel de silicone de alta coesividade que, além de ter alto desempenho, molda o glúteo com eficiência, melhorando a aparência e mantendo sempre um resultando natural.
Os implantes glúteos são apresentados em dois formatos diferentes (forma oval e redonda) para que seja possível a melhor adaptação anatômica e adequação aos anseios do paciente.
Outra característica importante dos implantes glúteos é a sua superfície lisa. A escolha pela prótese de silicone lisa se dá, pois, ao colocá-la entre os músculos (glúteo máximo e médio), não há riscos de sangramento ou lesão, como pode acontecer com as próteses texturizada e revestida.

Vida Útil do Implante Glúteo de Silicone
A vida útil do implante glúteo é eterna, ou seja, uma vez colocada, a prótese de silicone dos glúteos não precisará ser trocada, como acontece na cirurgia plástica de implantes de prótese de silicone nas mamas. É claro que o paciente deverá seguir todas as instruções do pós-operatório da gluteoplastia para que nada aconteça com os implantes de silicone, principalmente, para sua boa manutenção.

Vale a pena saber mais sobre a Gluteoplastia com Prótese de Silicone

É importante salientar que a cirurgia plástica de glúteos exige um cuidado muito maior no pós operatório quando comparada à cirurgia plástica de implante de prótese de mama. Esse cuidado começa logo após a cirurgia, quando a paciente deve permanecer em decúbito ventral (de barriga para baixo) quando estiver deitada, e manter esse cuidado até completar um mês. Além disso, ela não poderá se sentar sobre as próteses pelo mesmo período de trinta dias, devendo, portanto, ficar em pé, sentar sobre as coxas ou permanecer deitada de barriga para baixo no primeiro mês após a cirurgia. Sabemos que pode ser um pouco difícil seguir esse cuidado à risca, mas isso minimiza em muito complicações no pós-operatório, tornando-a tão segura quanto a cirurgia de implantes de silicone nas mamas.
Além do cuidado de não sentar no primeiro mês após a gluteoplastia, outro cuidado necessário é com a área de sutura, que deve permanecer sempre seca com o auxílio de um curativo com gazes. O planejamento do posicionamento da cicatriz faz com que ela se torne praticamente invisível.

Benefícios trazidos pela Gluteoplastia
São muitos, talvez o maior de todos seja o de influenciar diretamente na autoestima de uma pessoa. Às vezes, uma pequena “ajuda” muda muito a vida dos nossos pacientes.

Pré-operatório da Gluteoplastia – Cirurgia Plastica de Glúteos

A Consulta para Cirurgia Plástica de Glúteos
Durante a consulta, o seu Cirurgião Plástico irá avaliar o grau de hipotrofia (diminuição de volume) muscular e flacidez dos glúteos para que possa ponderar sobre a necessidade de realizar a gluteoplastia com prótese de silicone ou com enxerto de gordura nos glúteos. Na maioria das vezes, a procura pelo cirurgião plástico ocorre nos casos em que se necessita de um resultado maior que o simples enxerto de gordura pode dar, reiterando a crescente procura pelo silicone nos glúteos e sua satisfação após essa cirurgia. A avaliação das medidas anatômicas do paciente se dá de forma meticulosa e baseada em estudos matemáticos

O formato dos Implantes Gluteos a serem usados na Gluteoplastia
A escolha pelo formato redondo ou oval se dá de acordo com as características anatômicas de cada paciente.

O tamanho dos Implantes Glúteos a serem usados na Gluteoplastia

A escolha do tamanho dos implantes glúteos de silicone é feita de acordo com as medidas anatômicas da região glútea além, é claro, baseada no desejo das(os) pacientes. Cabe ao paciente explicar quais são suas expectativas sobre o resultado e o que deseja obter com a gluteoplastia, detalhando a forma, tamanho e projeção. Há muitos tamanhos disponíveis de prótese.

Medicamentos que devem ser suspensos antes de se realizar a Gluteoplastia

Recomenda-se que o paciente suspenda alguns medicamentos que, por interferirem diretamente na coagulação do sangue e na anestesia não devem ser usados pelo paciente por, pelo menos, quinze dias antes da cirurgia. Dentre eles estão:
• Ácido Acetilsalicílico (AAS, Aspirina)
• Gingko Biloba;
• Medicamentos com Chá Verde ou Ômega 3;
• Anticoagulantes orais (marcumar, marevan, etc);
• Antidepressivos tricíclicos (amitriptilina, clomipramina, nortriptilina)
• Medicamentos para emagrecer e moderadores de apetite (anfetaminas, sibutramina)
Medicamentos para dormir e ansiolíticos, de um modo geral, não precisam ser descontinuados antes da cirurgia. Porém, é muito importante que o paciente informe sempre ao médico sobre qualquer tipo de medicamento que esteja tomando, pois ele pode interferir diretamente no procedimento cirúrgico e na cicatrização.

A Anestesia

A gluteoplastia é realizada com anestesia peridural e sedação. Em casos específicos pode-se usar a anestesia geral.

O Tempo de Duração da Gluteoplastia

A cirurgia plastica de glúteos tem seu tempo estimado em uma hora e meia, caso ocorra tudo normalmente. As variações anatômicas que possam dificultar a técnica anestésica e a dissecção do espaço para a colocação dos implantes de silicone podem fazer com que o procedimento se prolongue.

Tempo de Internação

Os pacientes que realizam a cirurgia plástica de glúteos deverão ficar internados no hospital por 24h. Geralmente a(o) paciente recebe alta na manhã do dia seguinte à cirurgia. Apesar de que não há dor importante durante a recuperação, o paciente deverá observar sempre os cuidados do pós-operatório para que nada interfira no resultado final da gluteoplastia.

Os Cuidados no Pós-operatório da Gluteoplastia

Os pontos são removidos entre a segunda e terceira semana, devido a uma cicatrização um pouco mais lenta característica da região sacral.
Utiliza-se uma malha compressiva por um período total de dois meses.
As(os) pacientes têm como restrição maior o fato de não poderem se sentar no primeiro mês após a cirurgia. A maioria delas(es) relata que achavam que seria mais difícil, mas que um mês passa tranquilamente e que o resultado é muito recompensador. Além desse cuidado, no primeiro mês também não se pode realizar esforços físicos, como academia, e não se deve usar salto alto. Dirigir deve esperar para depois do trigésimo dia, quando a(o) paciente já pode sentar, dormir de lado, fazer exercícios físicos leves e usar salto alto. Após dois meses da cirurgia pode-se realizar qualquer esforço físico, inclusive exercícios aeróbicos (corrida) e levantar peso na academia.
Entretanto, cumpre lembrar que, uma vez realizada a cirurgia de glúteos com prótese de silicone, a(o) paciente não mais poderá fazer uso de medicamentos injetáveis nos glúteos, pelo alto risco de perfuração dos implantes de silicone.

Como fica a cicatriz da Gluteoplastia?

Por ficar localizada na porção inferior lombar, num lugar estratégico entre os glúteos, a pequena cicatriz que resulta da gluteoplastia tem ótima aceitação por parte dos pacientes pois fica quase imperceptível. Essa pequena cicatriz fica totalmente escondida pelo biquíni, calcinha ou cueca. São raríssimos os casos em que ocorrem deformidades na cicatriz pós-gluteoplastia.

Quais são as possíveis complicações de uma Cirurgia Plástica de Glúteos?

A gluteoplastia é uma cirurgia plástica com riscos pequenos. Os possíveis riscos de complicação envolvem a deiscência da sutura, o acúmulo de líquido na região e a infecção com extrusão da prótese. As duas primeiras são complicações que nada interferem no resultado e que podem ser tratadas sem exigir muito do paciente e do cirurgião. A deiscência da sutura é uma deficiência do organismo em completar a cicatrização; quando ocorre, é superficial e, na maioria das vezes, está ligada a infecções superficiais, à falta do paciente observar os cuidados exigidos no pós-operatório ou à tensão nas linhas de sutura. Pode ser tratada por uma nova sutura (re-sutura) e pelo uso de antibióticos. Já o acúmulo de líquido na região, algo muito comum em qualquer cirurgia plástica, pode ter tratado pela simples retirada do líquido.
Os casos mais graves são de infecção com exposição da prótese. Nesses casos deve ser iniciado o uso de antibióticos e a prótese deve ser retirada. Uma nova cirurgia poderá ser feita 6 meses após a resolução do caso.

Link Patrocinado:

Centro Especilizado de Lipoaspiração
Cirurgia Plástica no Rio de Janeiro
Lipoaspiração de Abdômen
Centro Especilizado de Lipoaspiração
Lipoaspiração de Mamas

 

 

Fonte: Dr. Vidal Guerreiro

Comentários

Nenhum comentário realizado.

Dúvidas de Lipo © Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por MelhorWeb Tecnologia

Tire suas dúvidas sobre lipoaspiração!