MAMOPLASTIA DE REDUÇÃO

Blog

11 de Maio de 2016

MAMOPLASTIA DE REDUÇÃO |, , , , , ,

O QUE É A MAMOPLASTIA DE REDUÇÃO?

A cirurgia de Mamoplastia de Redução visa diminuir ou reduzir o volume mamário. As mamas volumosas constituem não só um problema estético mas um problema Médico de primeira ordem, devido à sobrecarga que ocasionam sobre a coluna de muitas mulheres, provocando frequentes dores de coluna com acentuação da cifose dorsal; em outros casos, especialmente na mulher jovem, pode ser causa de alterações graves da personalidade. A dismorfia que supõe as mamas volumosas pode fazer de uma jovem uma pessoa complexada e tímida, incapaz de se integrar socialmente e incapaz de atingir a completa maturação emocional. A tudo isto, devemos somar que a mulher com mamas volumosas tem tendência a adoptar uma postura encurvada para ocultar em parte o seu problema, o que agrava ainda mais a sobrecarga na coluna cérvico-dorsal.

 

PROCEDIMENTO CIRÚRGICO

O objectivo da cirurgia é reduzir o volume de glândula e de pele e corrigir a posição da mama, da aréola e mamilo geralmente descaídos. Existem diferentes técnicas operatórias que podem ser realizadas pelo Cirurgião. Uma técnica empregada por muitos Cirurgiões desde há décadas em todo o mundo é a operação de Pitangui. Esta operação pode ser considerada o standard com o qual devem ser comparadas as novas técnicas. A cirurgia deixa umas cicatrizes em forma de âncora. Um dos problemas que tem esta operação é que deixa cicatrizes relativamente grandes e que podem ficar demasiado visíveis. Em todas as técnicas procede-se à remoção do excesso de pele, glândula e gordura, tentando manter a irrigação da aréola e do mamilo, que são puxados até à nova posição.

 

ANESTESIA E DURAÇÃO DA CIRURGIA

Esta operação é realizada habitualmente com anestesia geral. Na Clínica Luso Espanhola realizamos uma infiltração com anestesia local para complementar a anestesia e facilitar a dissecação. A duração desta cirurgia é de aproximadamente 70 a 90 minutos por mama.

 

PÓS-OPERATÓRIO

A mulher operada deve estar uns dias calma, já que será normal estar um pouco cansada. A dor não costuma ser forte e é facilmente controlada com algum analgésico. Os curativos são feitos cada 48 horas e depois mais espaçadamente. Tiramos as suturas (pontos) ao fim de 2 semanas. Na maior parte dos casos a mulher pode retomar uma vida autónoma e normal ao fim de poucos dias. Recomendamos também evitar esforços violentos ou ginástica durante 3-4 semanas. É normal sentir uma ligeira redução da sensibilidade mamária que é temporária e raramente definitiva. O inchaço ou edema mamário cede ao fim de poucas semanas.

 

RESULTADO

Deverá existir harmonia entre o volume das mamas e o tamanho do tórax e a massa corporal. Em casos de mamas muito volumosas, pode ser difícil obter uma simetria absoluta e pode ser necessário algum retoque posterior. O resultado só se observa ao fim de vários meses. Os resultados podem ser piores em pessoas fumadoras ou nas gigantomastias extremas. As técnicas mais modernas de redução procuram uma redução mamária que deixe uma forma bonita da mama, com volume residual suficiente, uma adequada projecção e cicatrizes o mais pequenas possível. Contudo, a cicatrização é uma característica pessoal e varia de paciente para paciente. O resultado final é visível ao final de 6 meses.

 

CUIDADOS NO PERÍODO PÓS-OPERATÓRIO

Após o acto operatório, a paciente fará uso de um soutien específico, que deverá ser usado por aproximadamente 30 dias. Neste período, a paciente deverá sempre usar o soutien tanto de dia como de noite e após este período sempre que pratique desporto. Banho ou duche somente após a autorização do Médico. A cicatriz resultante dependerá fundamentalmente da qualidade de cicatrização desse paciente em particular. Cada indivíduo apresenta uma peculiaridade especial no que diz respeito à cicatrização.

 

QUAIS OS PROBLEMAS MAIS FREQUENTES QUE PODEM APARECER NUMA MAMOPLASTIA DE REDUÇÃO?

Devemos considerar a cirurgia de redução mamária uma técnica segura, sempre que realizada por uma equipa médica devidamente treinada. Como em qualquer cirurgia podem surgir complicações como: infecção, necrose tecidular, perda do complexo auréolo – mamilar (muito raro), assimetrias, diminuição da sensibilidade, etc. A cirurgia de redução mamária vai deixar de forma permanente cicatrizes. Podem acontecer quelóides (cicatriz grossa e vermelha) e cicatrizes hipertróficas (largas) especialmente em mulheres negras. O aleitamento pode ficar afectado em alguns casos quando a redução é muito grande.

Qualquer tratamento/cirurgia será submetido a uma avaliação e diagnóstico por médicos responsáveis.
Todos os tratamentos/cirurgias poderão ter efeitos colaterais.

mamoplastia-redutora-procedimento.Fonte: http://www.clinicalusoespanhola.com/

Comentários

Nenhum comentário realizado.

Dúvidas de Lipo © Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por MelhorWeb Tecnologia

Tire suas dúvidas sobre lipoaspiração!